banner

Sustentabilidade

18/08/2018 / 3 anos atrás

Movido a energia solar, projeto oferece sessões de cinema gratuitas em cidade do RN

Movido a energia solar, projeto oferece sessões de cinema gratuitas em cidade do RN

m projeto itinerante e gratuito de cinema ao ar livre, cujas projeções são movidas à energia solar, chega nestas quarta (15) e quinta-feira (16) à cidade João Câmara, distante 80 quilômetros de Natal. A população da cidade também pode participar de oficinas para aprender a criar fornos que usam o calor que vem do sol para preparar alimentos.

O Cinesolar é um projeto brasileiro que utiliza energia limpa e renovável – a solar – para levar cultura a cidades do interior do país. Para projetar os filmes, um furgão foi equipado com um sistema de captação de energia gerada pelo sol, capaz de gerar a própria energia para alimentar toda sua estrutura de funcionamento. As sessões contam com exibição de longas e curtas metragens.

Além das exibições de filmes, outro destaque da programação é a oficina de Forno Solar, que não usa gás, lenha ou energia elétrica e minimiza, dessa forma, o impacto ao meio ambiente. Com a estrutura, é possível cozinhar alimentos utilizando apenas o calor do sol, que multiplica a incidência de raios ao encontrar superfícies espelhadas.

A oficina apresenta benefícios da utilização da luz solar no preparo das refeições, dentre as quais estão a economia no orçamento doméstico, melhor aproveitamento dos alimentos e, consequentemente, preservação do meio ambiente.

Desde 2013, o Cinesolar realizou cerca de 670 sessões com a exibição de mais de 50 longas e 100 curtas-metragens com a temática socioambiental em 260 cidades. A iniciativa percorreu mais de 70 mil km pelo país e ofereceu cerca de 180 oficinemas, com 5,5 mil participantes, aproximadamente. Nesse período, foram economizados mais de 1.777,6 kW de energia elétrica, o que equivale a cerca de 5,1 mil horas de uma geladeira ligada sem interrupções.

Conta pra gente o que achou!

NEWSLETTER

Digite seu e-mail

Não se preocupe, também não gostamos de SPAM :)